Um pouco sobre Piscinas Biológicas

O conceito de piscina biológica surgiu da interpretação do funcionamento dos ecossistemas aquáticos em equilíbrio, partindo-se do princípio que este sistema podia ser reproduzido de modo a dar resposta às necessidades do Homem (KÜHN, 2005).

Apesar da limpeza biológica de águas se ter iniciado no século XIX, só em 1983 Werner Gamerith estende o conceito às águas balneares, criando na Áustria a primeira piscina biológica de que se tem conhecimento (FRANKE, 2004).

As piscinas biológicas surgem no Centro da Europa como uma solução intermédia entre os lagos naturalizados, muito procurados pelas populações afastadas do mar nos meses quentes, e as piscinas convencionais. Actualmente a Alemanha, a Áustria e a Suiça são os países que reunem a maior experiência na construção e manutenção de piscinas biológicas públicas e privadas.

Em Portugal este conceito surgiu há aproximadamente onze anos, por Cláudia e Udo Schwarzer, tendo sido desenvolvidos projectos de Piscinas Biológicas, sobretudo em casas privadas mas também em alguns hotéis, casas de turismo de habitação e condomínios privados.